A deputada Márcia Maia (PSB) protocolou na Mesa Diretora da Assembleia Legislativa requerimento a ser encaminhado ao diretor geral do Departamento de Estradas de Rodagem (DER), engenheiro Demétrio Torres solicitando que seja feita uma reforma e ampliação da ponte Saint Albert, localizada no município de senador Georgino Avelino.

A parlamentar justifica que a obra é importante para o acesso das pessoas que residem naquele município do litoral Sul. ”A obra da ponte vai facilitar de maneira relevante o escoamento da produção rural, melhorando, também, a qualidade de vida da população daquela região”, afirmou.

Márcia Maia também requereu na forma regimental, que seja encaminhado à governadora Rosalba Ciarlini e ao secretário de Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos, Luciano Xavier solicitação para que seja perfurado e instalado poço tubular na comunidade Cachoeira, no município de Currais Novos.

Segundo a deputada, “esta obra é de natureza fundamental para ampliar o acesso à água da população que reside na zona rural daquele município, assegurando melhor qualidade de vida ao trabalhador”.
Os deputados da Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJ) decidiram pedir mais informações e esclarecimentos ao Governo do Estado sobre o projeto de lei de desafetação de 4,5 hectares do Parque das Dunas para a realização da obra de reestruturação da Avenida Engenheiro Roberto Freire. Os complementos são necessários para que a tramitação possa continuar e a votação ir a Plenário, se for o caso. A reunião da comissão foi marcada por um debate que levantou uma série de questões envolvendo a constitucionalidade do projeto diante da questão da preservação do parque.

Apesar de o projeto ter sido enviado à Assembleia Legislativa em maio, não há relatório de impacto ambiental apresentado nem licença municipal para execução da obra.  A secretária estadual de Infraestrutura, Kátia Pinto, convocada para prestar mais esclarecimentos sobre o projeto, reconheceu que o Estudo de Impacto Ambiental (EIA) e Relatório de Impacto ao Meio Ambiente (RIMA), ainda não estão prontos.
Para beneficiar as pessoas que vem das regiões Oeste e Vale do Açu, com destino ao aeroporto internacional, Aluizio Alves em de São Gonçalo do Amarante, o deputado Ezequiel Ferreira está sugerindo que o governo do Estado construa uma estrada de 30 quilômetros, ligando os municípios de Pedra Preta e João Câmara.

Nesse sentido, o deputado protocolou requerimento na Mesa Diretora da Assembleia Legislativa requerendo da governadora Rosalba Ciarlini e do diretor geral do Departamento de Estradas de Rodagem (DER), engenheiro Demétrio Torres solicitando a execução da obra.

“No intuito de melhorar a qualidade de vida da população das regiões Central e Mato Grande é que se faz necessária à construção da estrada que liga Pedra Preta à BR-406, próximo a João Câmara. O percurso, hoje carroçável, tem extensão de cerca de 30 quilômetros. A produção agrícola e mineral das regiões Vale do Açu, Central e Oeste, principalmente de Mossoró, teria uma alternativa mais próxima do novo aeroporto”, justificou.
A deputada estadual Márcia Maia (PSB) voltou a cobrar investimentos na área de segurança pública. A parlamentar comentou que apesar da capital do estado estar se saindo muito bem durante os dias de jogos da Copa do Mundo, a situação é diferente em outros municípios.

“O problema da segurança pública continua no interior do estado. Estamos vivendo um momento de caos e é preciso que se resolva esse problema. A Copa do Mundo passa e o problema fica”, destacou.

Márcia Maia destacou problemas relacionados ao tema. Como o aumento da exploração sexual contra crianças e adolescentes. “É preciso atenção para que ocorra o mesmo que na África do Sul. É preciso integração entre o Poder Judiciário, Ministério Público, municípios e estado”, disse.
O deputado Leonardo Nogueira (DEM) pretende que o governo do Estado implante o projeto de Ações Integradas de Economia Solidária na Região Metropolitana de Natal. Nesse sentido, ele encaminhou requerimento à governadora Rosalba Ciarlini e à secretária em exercício do Trabalho, Habitação e Assistência Social, Paula Valéria Ferreira de Almeida Rodrigues.

O parlamentar disse que o Programa visa o desenvolvimento local dos territórios para superação de extrema pobreza, através de ações integradas e articuladas para geração de emprego e renda.

“As ações do programa Economia Solitária se destinam a: capacitação; fomento à organização social; formação de redes de produção e comercialização: geração de finanças solidárias; e incubação de empreendimentos e assessoria técnica”, justificou.

Segundo Leonardo Nogueira, as ações vão contribuir para reforçar a agroecologia, o consumo ético e solidário na busca de garantir o desenvolvimento sustentável local e o combate à extrema pobreza.
Em uma mistura de aromas, gosto cores e tradições, a 3ª edição da Feira da Agricultura Familiar em Felipe Guerra tem atraído a atenção da população da cidade e da zona rural.

Neste próximo sábado, dia 12, a partir das 19 horas na Praça da Cidade Baixa, será realizada a 3ª edição da Feira da Agricultura Familiar do município de Felipe Guerra.

É mais uma exitosa e inovada ação a beneficiar o trabalhador rural no Governo Municipal de Felipe Guerra,  comandado pelo prefeito Haroldo Ferreira (PROS) e organização da Secretaria Municipal de Agricultura e Meio Ambiente.

Segundo informações do Secretário de Agricultura e Meio Ambiente, Fernando Morais preparativos estão sendo providenciados tendo à frente ele, Fernando, o seu Sub-Secretário, Railton Pascoal e toda a equipe daquela pasta. “Estamos com boas perspectivas e ótima aceitação por parte dos produtores rurais da Agricultura Familiar. Por onde passamos para realizar o cadastramento e levantamentos dos que irão participar deste tradicional evento”.

O Secretário Fernando Morais e o seu companheiro de Secretaria da Agricultura e Meio Ambiente, Railton Pascoal, estão visitando todas as comunidades rurais e fazendo contato com os interessados em participarem da Feira. Foram visitados produtores da Agricultura Familiar das comunidades de Brejo, Boqueirão, Pindoba 1 e 2, Taboleiro, São Lourenço e demais comunidades rurais de Felipe Guerra e adesão dos que irão participar está sendo boa

Comidas típicas, o tradicional pirão da banana verde, milho e feijão verdes, pamonha, canjica, castanha de  caju e mel, como também não poderia faltar o tradicional e os bem aceitos produtos  artesanais de Felipe Guerra e região, é o que informa  Fernando Morais.

“Sustentabilidade ao cidadão que trabalha no campo tem dignidade e satisfação ao produzir a agricultura familiar e o excedente comercializar com total apoio da nossa administração”, opina o Prefeito Haroldo Ferreira.
O deputado Kelps Lima (SOLIDARIEDADE) defendeu, durante sessão plenária desta terça-feira (10), a modernização da gestão pública, por parte do Governo do Estado. Na ocasião, o parlamentar falou sobre a sanção da Lei de promoção de Praças da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros do RN. No entanto, informou tal aprovação e sanção não resolvem os problemas da violência do Estado. “Reconheço os avanços e parabenizo os praças pela conquista, mas o RN está longe de oferecer à sociedade serviços públicos de qualidade”, declarou.

Para Kelps Lima, o Estado não consegue atender as demandas da sociedade. “Há tempos que não há dinheiro para insumos básicos, como papel, material de expediente, combustível, munição para a polícia. Todos os setores da administração sofrem com falta de insumos. O Estado mal tem dinheiro para pagar os servidores”, declarou.

O deputado defendeu que, para mudar o quadro apresentado, a solução é traçar um planejamento para o RN. “É preciso pensar o RN de forma institucional e não política. Precisamos de uma política pública que traga riquezas para a sociedade. Isso só vai acontecer com um planejamento. Precisamos da modernização da gestão pública. Mas precisamos também estabelecer uma relação moderna com os servidores públicos”, afirmou.